PSICOLOGIA APLICADA AO ADOLESCENTE E AO ADULTO JOVEM - Orientação e Aconselhamento Psicológico Vocacional / Profissional




“Para ter sucesso profissional, a primeira coisa a fazer é apaixonar-se por seu trabalho.” Irmã Mary Lauretta

O aconselhamento Vocacional/Profissional consiste em um trabalho essencialmente psicológico, higiênico-preventivo e reparador, de características assistencial personalizada e individualizada, destinado a ajudar o indivíduo a compreender melhor suas tendências, características de caráter e de personalidade.

Suas habilidades de adaptação social, atitudes, opinião, ponto de vista, postura, tendência profissional, crenças e valores morais e tendência ética escolhas mais apropriadas que irão construir um juízo crítico capaz de estabelecer objetivos a serem atingidos que facilitarão o ajustamento comportamental nos âmbitos pessoais, profissionais, sociais e de valores éticos e morais.

Crise adaptativa – mudança de contexto em qualquer situação (separação dos pais, luto, ser pai ou mãe na adolescência, entre outros).

Reconhecimento da própria identidade.

Reconhecimento da sexualidade.

Uso de entorpecentes.

Desorientação existencial.

O orientador/profissional deve por em ordem cronológica os fatos e as evidências e ajudar o indivíduo a avaliar a subjetividade e a concretude e o que o cliente deseja atingir em suas metas profissionais. Por isso, as decisões de autodireção e de autorealizações devem ser de responsabilidade do cliente, incluindo um plano de ação e projeto de vida e análise em psico-terapia.

Concerne e tem como base expressar-se em melhor compreensão de como estão seus setores de adaptação: Afetivo-Relacional; Produtividade; Sócio-Cultural e Orgânico.

Para conhecimento e melhor adequação intrapsíquica e nas relações interpessoais.

Avaliação e classificação de sentimentos: atitudes e ações positivas ou resistências e medos (de sangue, por isso não pode ser médico, medo de altura, por isso não pode ser engenheiro, medo de falar e defender suas idéias em público, por isso não vai exercer a ciência do direito, e outro medos) que podem influenciar negativamente e detectar características pessoais congruentes com as escolhas da futura carreira.


O Desejo forte pela 1ª escolha profissional; qual é o peso da 2ª opção? E a 3ª opção é considerada? E a 4ª opção tem chance?


CACTERÍSTICAS DA PERSONALIDADE A SER INVESTIGADA, ANALIZADA E INTERPRETADA, DE ACORDO COM AS ANCORAGENS COGNITIVAS PRERSERVANDO AS TENDÊNCIAS PESSOAIS E ASPIRAÇÕES DE SUCESSO.

Auto - conhecimento
Introversão.
Extroversão.
Controle emocional.
Iniciativa.
Persistência.
Disposição auditiva.
Administração de recursos.
Auto-conceito.
Competência Interpessoal.
Afeto/ Emoção.
Flexibilidade para enfrentar novas situações.
Cap. de Síntese.
Cap. de Retenção.
Objetividade.
Administração do tempo.
Dinamismo.
Adaptabilidade.
Coordenação de Mãos e Braços.
Fluência verbal.
Trabalho em grupo.
Destreza manual.
Visão Global e localizada.
Senso Espacial.
Controle da situação.
Organização.
Cap. de Análise.
Cap. de Avaliação e Julgamento.
Cap. de decisão.
Cap. de Memória.
Juízo Crítico.
Rapidez na atuação.
Conduta (Formal, Descrição, Senso de Dever, Sigilo).
Desejos, Distorções e Julgamento da Realidade.
Voracidade.
Flexibilidade.
Senso de Investigação.
Praticidade.
Habilidade para negociar.
Disposição ativa.
Auto-Controle.
Aceitação da Responsabilidade (Segurança e Firmeza).
Grau de ansiedade.
Saúde mental e ajustamento geral.
Equilíbrio emocional adequado.
A Qualidade da comunicação.
Quais são as Perspectivas futuras.
Capacidade de Identificar a situação-problema-nuclear; e suas relatividades.
Capacidade de identificação projetiva por meio da influência familiar.
Grau de maturidade psicológica.
Habilidade em pensar de forma produtiva.
Liberdade, dúvidas e questionamentos.
Originalidade na criatividade.
Capacidade de escuta seletiva.
Inibição e extroversão.
Grau de quoerência na escolha da profissão.
Favorecimento diante do contexto.
Ajustamento pessoal e social.
Tolerância.
Habilidade e gratificação nas atividades de grupos para resolver problemas.
Motivação.
Resistência à frustração.
Raciocínio: rápido, lento, concreto e abstrato.
Atenção: concentrada, dirigida, focalizada e flutuante.
Independência e dependência.
Memória visual e auditiva.
Resistência ao trabalho sob pressão.
Coordenação motora.
Precisão.
Controle da situação.
Liderança.
Capacidade de planejamento e delegação.
Capacidade de manter-se concentrado na mesma tarefa por um período longo.
Afetividade.
Emoção.
Tônus psico-motor.
Controle da impulsividade/agressividade.
Pensamento produtivo.
Raciocínio mecânico: repetição, indutivo, dedutivo e espacial.
Limites.
Confiança em si e no outro.
E Outros aspectos serão avaliados, com devolutiva de acordo com o grau de maturidade psicológica.


Será mantido o sigilo dos dados e ampla proteção às confidências do cliente.

A orientação e o aconselhamento é composto de etapas conforme as necessidades da pessoa a ser avaliada:

Etapa 1

Entrevistas minuciosas; individual e com os pais ou responsáveis.

Etapa 2

Serão realizados entrevistas mais profundas, testes e provas vocacionais e procedimentos práticos. Serão apresentadas as tendências laborais e ocupacionais, de acordo com os aspectos psicológicos, afetivos e emocionais, explicitando e justificando as tendências que facilitam as escolhas profissionais atreladas aos estados da dinâmica vivencial familiar e aos aspectos bio-psico-social e pela mídia, estimulando e promovendo a saúde mental e o enriquecimento do auto-conhecimento, a confiança e a liberdade para decidir com serenidade as escolhas profissionais e poder direcionar as perspectivas futuras com fortalecimento nos relacionamentos familiares e sociais.
Nesta etapa será realizada um devolutiva parcial das primeiras impressões e Identificação da situação-problema nuclear.

Etapa 3

Nesta etapa, será realizada uma avaliação com intuito de possíveis adequação e, mais testes psicológicos que proporcione a auto-percepção dos aspectos de caráter, da personalidade, da afetividade, do equilíbrio emocional, da tendência profissional, valores morais e tendência ética e da agressividade necessária a cada profissão e outros aspectos.
Etapa 4

Com procedimentos e técnicas psicológicas adequadas; á estimular as capacidades do indivíduo para decidir, agindo pela razão e pela afetividade. Aumentando a visão das perspectivas futuras em ser bem-sucedido profissionalmente e na vida privada, adaptando-se às exigências comportamentais da sociedade, aumentando a auto-percepção e respeitando as tendências pessoais e mercadológicas atuais e futuras, considerando as oportunidades profissionais mais favoráveis, e principalmente minimizando os fatores negativos com: os conflitos destrutivos, as angústias, perda de tempo, atraso profissional e recursos financeiros, evitando o modismo influenciado pela mídia irresponsável e de moda passageira. Iniciando desistindo de um ou mais cursos superior. portanto afetando, retardando e restringindo a capacidade e o êxito profissional


Etapa 5

O aconselhamento Vocacional/Profissional consisti em um trabalho essencialmente higiênico-preventivo de características essencialmente psicológica e assistência personalizada e individualizada destinadas a ajudar o indivíduo a compreender suas habilidades, atitudes, opinião, ponto de vista, postura, tendência profissional, crenças e valores que irão construir um juízo crítico capaz de estabelecer objetivos a serem atingidos que facilitarão o ajustamento comportamental nos âmbitos pessoais, profissionais, sociais e de valores éticos e morais.

Crise adaptativa – mudança de contexto em qualquer situação (separação dos pais, luto, ser pai ou mãe na adolescência, entre outros.)
Reconhecimento da própria identidade.
Reconhecimento da sexualidade.
Uso de entorpecentes.
Desorientação existencial.
O orientador/profissional deve por em ordem cronológica os fatos e as evidências e ajudar o indivíduo a avaliar a subjetividade e a concretude e o que o cliente deseja atingir em suas metas profissionais. Por isso, as decisões de autodireção e de autorealizações devem ser de responsabilidade do cliente, incluindo um plano de ação e projeto de vida e análise em psico-terapia.

Metodologia a ser utilizada:

O aconselhamento psicológico é composto pelos procedimentos, entrevista individual e com a família, com procedimentos práticos situacionistas, compreendendo as causas psicológicas, familiares e social que designam uma relação única entre a psiquê, a afetividade e os estados emocionais do indivíduo.

Exposição dialogada, vivências e simulações, testes práticos e psicológicos, discussão de casos, amostras de pesquisas científicas e mercado promissor de acordo com cada perfil. Se necessário, indicações de psicoterapias ou outras especialidades.
“Sou um idealista. Não sei aonde vou, mas já estou a caminho.” Carl Sandburg