PSICOLOGIA PARA GESTANTES


Conteúdo programático:

Entrevistas minuciosas, com a gestante e, depois, se possível, com o marido ou companheiro.
Detecção da situação-problema, se houver.
Baby Blues (melancolia e tristeza profunda pós-parto). Suavizar ou até eliminar esta possibilidade patogênica comum nos estados grávidos: choro imotivado, incontrolado, irritabilidade, hostilidade com o parceiro, bipolaridade nos estados de humor, náuseas, insônia, insegurança nos cuidados com o bebê - Preconceitos agravam os sintomas.
Medos e estados ansiogenos.
Maneiras de comunicação da gravidez à família.
Informações e esclarecimentos das alterações psicológicas e físicas inerentes ao novo ciclo de vida da gestante.
Quando a família compreende, respeita e valoriza o estado de gravidez.
Exercícios físicos durante a gestação.
Estados depressivos durante a gravidez.
Orientação sobre alimentação: mãe e filho.
Quando a gestante se sente só psicológica e fisicamente.
Informações e orientações sobre o enxoval.
Sexualidade durante a gravidez.
Orientações sobre os questionamentos que possam existir.
Sugestões reflexivas sobre as experiências que estarão por vir.
Orientação sobre os cuidados importantes no processo de pré e pós-parto.
Orientação e cuidados com os critérios da escolha do nome da criança.
Equilíbrio psicológico preventivo.
Depressão pós-parto: estados alterados da consciência relativamente comum no contexto gestacional.
Filhos gêmeos: a conduta frente a educação.
A Formação psicológica da criança, independente da formação religiosa.
Projeto de afetividade e educação para a criança pequena.
Atuação do psicólogo na pediatria: orientações e procedimentos frente a qualquer situação-problema.
Postura da mãe frente a educação dos filhos.